Prezado leitor,
É permitida a utilização do conteúdo desse site, desde que citada a fonte.
Para isso, leia as regras aqui e preencha o cadastro em anexo.

Configuração mínima necessária:
Internet Explorer 7 ou Firefox 3
Resolução: 1024x768

Conheça a nossa página no Facebook Conheça a nossa página no Twitter

O setor rural enfrenta riscos adicionais àqueles inerentes a toda a atividade produtiva, porque é sujeito a eventos naturais adversos, em geral, climáticos, e à grande variação de preços. Nesse cenário, o seguro rural apresenta grande complexidade pela alta exposição a riscos financeiros associados ao clima, doenças e preços das commodities. São peculiaridades que exigem forte apoio do resseguro e do governo. Para tanto, existem programas de subvenção para pagamento de parte do prêmio.


O seguro rural protege o produtor contra perdas causadas por fenômenos adversos da natureza até o limite máximo de indenização contratado. Além das atividades agrícola e pecuária, este seguro cobre o patrimônio do produtor, seus produtos, o crédito para comercialização desses produtos e o risco de morte dos produtores.


O seguro rural é oferecido para o agronegócio em regiões economicamente viáveis, com base em estudos técnicos de condições de solo e de clima, sendo direcionado para grandes e médios agricultores. Já os de menor porte contam com programas de governo para pagamento do custeio agrícola, em casos de ocorrência de fenômenos naturais, pragas e doenças que atinjam bens, rebanhos e plantações, como o Proagro, entre outros.