Prezado leitor,
É permitida a utilização do conteúdo desse site, desde que citada a fonte.
Para isso, leia as regras aqui e preencha o cadastro em anexo.

Configuração mínima necessária:
Internet Explorer 7 ou Firefox 3
Resolução: 1024x768

Conheça a nossa página no Facebook Conheça a nossa página no Twitter

Você tem pessoas que dependem de você financeiramente? Na sua falta, como elas vão sobreviver? Em que momento e como você pode ampará-las? Perguntas como essas surgem quando não se tem um patrimônio suficientemente sólido para garantir a manutenção do padrão de vida da família em caso de morte do seu principal provedor.

O seguro de vida, como todos os que estão sob o guarda-chuva do “seguro de pessoas” – nomeação recente para o conjunto de garantias de pagamento de uma indenização ao segurado ou seus beneficiários – cobre um risco de acordo com o plano contratado.

São inúmeras as coberturas que podem ser contratadas no seguro de pessoas, destacando-se os seguros de vida, de acidentes pessoais, viagem, diária por internação hospitalar, funeral, de diária de incapacidade temporária, prestamista, educacional, de desemprego, de perda de renda, etc, entre outros afins.

Seria cômico se não fosse trágico uma pessoa comprar seguros de vida e, quando a família mais precisasse, não tivesse conhecimento deles ou não soubesse qual a seguradora, onde a apólice e os comprovantes de pagamento estariam guardados.

Por precaução, faça pelo menos duas cópias desses documentos e guarde-as em lugares diferentes, informando a localização a seus familiares.